Tornada e Salir do Porto (oficialmente, União das Freguesias de Tornada e Salir do Porto) é uma freguesia portuguesa do concelho de Caldas da Rainha, com 29,53 km² de área e 4 358 habitantes (2011).

Foi criada aquando da reorganização administrativa de 2012/2013, resultando da agregação das antigas freguesias de Tornada e Salir do Porto e tem sede em Tornada.

Lugares da Freguesia

A União de Freguesias de Tornada e Salir do Porto é constituída por 10 localidades: Tornada, Bairro Social, Campo, Reguengo da Parada, Chão da Parada, Mouraria, Casais Morgados, Salir do Porto, Casais de Salir do Porto e Bouro.

Utilize o mapa para conhecer um pouco mais de cada lugar da Freguesia…


Salir do Porto Casais dos Morgados Chão da Parada Mouraria Reguengo Tornada Campo Casais do Vau Bairro Social

Demografia

Freguesia atual Freguesias antigas
Brasão Freguesia População Área
(km²)
Brasão Freguesia População
(2011)
Área
(km²)
União das Freguesias de Tornada e Salir do Porto 4 358 29,53 Tornada 3 561 19,70
Salir do Porto 797 9,86

Património Natural

O Paul, a praia, as dunas e as grutas são os símbolos naturais da UFTSP.

Olhando o Paul é possível desfrutar de uma paisagem única, onde a beleza do espelho de água reflete o verde da vegetação e o azul do céu, onde o pato, a lontra, a garça e a cegonha coexistem pacificamente.

No Paul existe um observatório de aves migratórias e onde se podem ver várias espécies no seu habitat natural, mas no âmbito mais citadino qualquer pessoa pode passear, correr ou usufruir da ambiência natural da praia e da duna.

A beleza natural das grutas não se encontra disponível ao comum cidadão, apenas os mais aventurados e acompanhados de espeleólogo poderão desfrutar da beleza das estalactites e estalagmites.

Águas e Fontes

Numa zona de terras muito férteis, as fontes constituíram sempre sítios de salubridade, mas também de convívio e harmonização ambiental. Não podendo esquecer os lavadores, outrora apelidados de “Tribunais”.

Património Edificado

Constituem ainda outros locais de interesse, a Estação dos Caminho-de-Ferro do Bouro, o espaço de lazer “os Peais” no Reguengo da Parada com a sua magnífica azulejaria regional figurativa, a “Praça Velha” em Salir do Porto que para além de permitir desfrutar do seu espaço de lazer, beneficia de um enquadramento acústico próprio á realização de eventos de qualquer cariz.

Património Religioso

No Património Religioso destaca-se a Paróquia Nossa Senhora da Anunciação de Tornada, antiga Ermida de Santo António de Tornada é um templo quinhentista sendo que as principais marcas são: a porta principal e a porta lateral de verga golpeada, no entanto o edifício não parece hoje ter origens “tão remotas”. A indicações de que este monumento será dos séculos XVI e XVII e que apresenta um estilo manuelino e barroco, como a torre sineira. A Igreja Matriz de Tornada faz hoje parte da Vigararia Caldas da Rainha-Peniche; a Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Salir do Porto, apesar de não constituir património arquitetónico fora do comum, é bastante interessante de visitar, pensa-se que esta igreja tenha cerca de três séculos, mas a riqueza arquitetónica histórica do seu interior perdeu-se durante obras de restauração há alguns anos. A Capela da Senhora de S. Ana, usualmente chamada de “capelinha”, e foi erguida na ponta mais afastada de Salir, no cimo da barra que serve de entrada à baía, cujo objetivo era o de abençoar os barcos que partiam em viagem. Hoje está em ruínas, sendo um dos monumentos mais importantes de Salir Da Capela de S. Ana restam umas desmanteladas ruínas.

Não menos importantes, existe no Campo a capela de …, no Chão da Parada a capela de …. E no Reguengo da Parada a capela ….

Património Histórico

As ruínas que estão situadas nos limites da praia de Salir são um valioso testemunho do importante passado histórico que Salir viveu. Aqui funcionou uma Alfândega que servia todo o concelho e na qual eram reparados e construídos barcos, com madeiras provenientes do Pinhal de Leiria. Rezam as lendas que aqui terão sido construídos alguns dos barcos que participaram na Campanha das Índias de Vasco da Gama e onde foi construída e abençoada a Nau São Gabriel. Hoje só estão de pé as velhas paredes, cada vez mais ameaçadas pela erosão causada pela água.

Sob a proteção da antiga Alfândega esconde-se o ex-libris de Salir do Porto: a chamada “Pocinha”. A Pocinha é uma fonte de água doce que nasce misteriosamente perto da água salgada (há quem diga que nasce nas grutas!) e com grande fluxo. A sua fama consiste nas suas propriedades medicinais.

No topo do monte Castelo alguns vestígios do que antes foi uma pequena fortaleza de vigia da região e, segundo alguns historiadores, uma antiga forca. Muitas são as histórias acerca destas ruínas, desde a crença que pertenciam a um castelo, que existem tesouros nos túneis que ligam estas ruínas a vários pontos da população, etc. Se são folclore ou não, dificilmente iremos saber.